janeiro 2011


Essa música não é nova. Na verdade, ela foi lançada há 10 anos atrás, em 2001. Embora eu lembre de tê-la ouvido algumas vezes, foi só há poucas semanas que comecei a ter contato constante com ela.

“Daylight In Your Eyes” foi a primeira música lançada pela girl band alemã No Angels. Esse quinteto feminino surgiu na franquia alemã do reality show “Popstars”, o mesmo que aqui no Brasil lançou a banda Rouge. A canção aparece em Elle’Ments, primeiro disco lançado pelas garotas, também em 2001.

Graças ao impulso do programa de televisão, “Daylight In Your Eyes” foi um grande hit das paradas da Europa. Além de se tornar a canção nº1 da parada oficial da Alemanha, o single pegou a liderança das listas da Áustria, Estônia e Suíça, além de aparecer entre as 10 melhores em outros países do velho mundo.

Nos EUA, “Daylight In Your Eyes” não entrou na Billboard Hot 100, embora houve tentativas de levar as meninas para o público americano. Até mesmo a Disney deu uma forcinha, mas o máximo que No Angels conseguiu foi levar a sua música para a 36ª posição da Billboard Hot 100 Singles Sales (lista dos CD-Singles físicos mais vendidos). Aqui no Brasil, “Daylight In Your Eyes” foi bem recebida nas rádios e acabou pegando a 11ª posição da lista das canções mais tocadas em nosso país em 2001.

Ouvir: No Angels – Daylight In Your Eyes

Acho muito legal videoclipes que conseguem trazer um pouco de humor, mas sem apelar para a vulgaridade. E foi isso o que me chamou a atenção no clipe de “Stuck Like Glue”, da dupla country americana Sugarland. Aliás, foi o vídeo que me fez gostar da música.

Embora a letra da música seja romântica, falando sobre “grudar com cola” com a pessoa amada, o clipe mostra a vocalista Jennifer Nettles literalmente perseguindo um cara de quem ela gosta. Com a ajuda do colega Kristian Bush, Jennifer consegue até mesmo raptar o rapaz. O clipe traz muitas tiradas cômicas, e o desfecho da história também é legal.

Poucas situações são tão complicadas quanto pedir desculpas a alguém por algum erro que se comete  – especialmente em assuntos românticos. No entanto, a cantora Taylor Swift decidiu transformar este sentimento em uma canção.

“Back To December” é o segundo single de Speak Now, o terceiro disco da jovem artista. Composta por ela própria, a letra basicamente trata de um pedido de desculpas por ter terminado um relacionamento. Em uma entrevista, Taylor explicou a origem da canção:

 

“Eu nunca havia sentido antes a necessidade de pedir desculpas em uma canção. Mas nestes dois últimos anos eu passei por muitas experiências, e muitas delas me ensinaram várias lições. E às vezes você aprende essa lição tarde demais, ao ponto de precisar pedir desculpas por ter agido de modo insensível”.

Por causa da natureza autobiográfica, muitos na imprensa especulam que a letra é na verdade um pedido de desculpas ao ex-namorado de Swift, o ator Taylor Lautner (este ficou famoso por interpretar o lobisomem nos filmes da saga “Crepúsculo”). Porém, nenhum dos “Taylors” desmentiu ou confirmou as hipóteses.

Nos EUA, “Back To December” conseguiu chegar à 6ª posição da Billboard Hot 100, graças aos muitos downloads feitos por ocasião do lançamento de Speak Now. No Brasil, o single ainda não foi lançado.

Como a música é um pouco extensa, chegando aos 5 minutos, foi produzido um “Radio Edit”, no qualquase um minuto da faixa é editado fora para as transmissões públicas e para o uso no videoclipe.

Embora “”Back To December” não tenha na melodia a mesma força que “Mine” (o single anterior de Taylor), é notória a destreza na composição da letra – uma bem elaborada narração em primeira pessoa.

Ouvir: Taylor Swift – Back To December [Radio Edit]

Ouvir: Taylor Swift – Back To December [Album Version]

Desde que assumiu seu novo formato, a Rádio não tinha ainda divulgado videoclipes. A partir deste post, voltaremos a indicar alguns bons clipes para entretê-los.

Nossa primeira sugestão é justamente da primeira canção que passou por este blog: “Just The Way You Are”, de Bruno Mars. Gravado em Los Angeles e com direção de Ethan Lader, o clipe mistura cenas reais com animação – aliás, recurso mais interessante do vídeo, onde os desenhos são formados a partir de fitas cassetes. Claro que é tudo efeito digital, mas o resultado final é muito bom.

Bruno Mars declarou no making of do vídeo:

“Você vai poder ver diversos tipos de arte, vai poder me ver cantando, vai poder ver uma bela mulher… É um clipe bem simples, pois a música é simples – mas toca fundo. E é isso o que importa.”


Após uma série de investidas em músicas urbanas, com influência de hip-hop e rap, o cantor americano Chris Brown resolve retornar ao dance-pop.

Em outubro de 2010 , chegou às rádios norteamericanas a faixa “Yeah 3x” (leia “Yeah Three Times”, que em português equivale a “Yeah Três Vezes”). Ela serve como primeiro single do futuro quarto disco de estúdio de Chris Brown, que se chamará F.A.M.E. – acrônimo de Forgiving All My Enemies, ou “Perdoando Todos Os Meus Inimigos”. O lançamento está previsto para março de 2011.

Com sonoridade bem parecida ao do hit “Forever”, lançado em 2008, a nova canção é bem uptempo e contagiante. Em uma entrevista, Chris Brown afirmou que gostaria de fazer algo que agradasse aos fãs que curtem pop, já que seus últimos trabalhos foram mais urbanos. Ele comentou a respeito de seu novo single:

“Ela é um pouco diferente, algo novo, e é uma música totalmente positiva. Não é nada muito acima do esperado, mas está no caminho em que deveria seguir.”

Nos EUA, “Yeah 3x” atingiu a 15ª posição da Billboard Hot 100. No Brasil, o desempenho está mais fraco, alcançando até o momento o pico de 54 na Hot 100 nacional.

Foram lançadas duas versões de “Yeah 3x”: além da original, existe também a “Clean Version”. Nesta, é removida a frase do break em que Chris canta “shut the f*** up”. Além disso, o trecho após o break apresenta algumas diferenças entre uma versão e outra. Para benefício dos ouvintes, compartilho a “Clean Version” com vocês.

Ouvir: Chris Brown – Yeah 3x [Clean Version]

Não é raro um artista periodicamente demonstrar sua preocupação para com os problemas da sociedade humana. Michael Jackson, Mariah Carey, U2, Avril Lavigne, NX Zero… enfim, todo cantor ou cantora já gravou alguma música de apelo social.

Era inevitável que cedo ou tarde Justin Bieber iria aderir à lista. Recentemente, o cantor canadense lançou o álbum My Worlds: The Collection. Uma das faixas inéditas é “Pray” (em português, “Eu Rezo”), lançada como primeiro single da reedição de seu disco de estreia.

Bieber co-escreveu a canção, que é bem diferente de seus singles anteriores. Aproximando-se de uma power-ballad (embora não possa ser classificada como uma), “Pray” é uma balada que explora elementos de pop e R&B. Na letra, o jovem cantor demonstra tristeza com os problemas da humanidade e espera por um mundo melhor.

Sobre a inspiração para compor “Pray”, Justin disse em uma entrevista a uma rádio americana:

“É uma canção muito positiva, muito motivadora. É sem dúvida uma daquelas que vêm do coração. É muito bonita. Enquanto eu a escrevia, lembrei bastante da música ‘Man In The Mirror’, de Michael Jackson.”

Embora possua um CD-Single e um videoclipe, “Pray” foi lançada apenas como single promocional em alguns territórios específicos, principalmente em países europeus. Nos EUA e também no Brasil, “U Smile” é a música de trabalho atualmente em execução.

Ouvir: Justin Bieber – Pray

O dia 10 de janeiro de 2011 foi muito aguardado pelos internautas fãs da cantora americana Britney Spears. Nessa data ocorreu o lançamento oficial de “Hold It Against Me” no site do apresentador Ryan Seacrest (é ele o cara que apresenta o American Idol). Houve tantos acessos à transmissão da faixa que vários servidores saíram do ar por causa da demanda.

“Hold It Against Me” é o primeiro single do sétimo disco de estúdio de Britney Spears. O álbum ainda não teve o nome divulgado e nem data de lançamento. Co-escrita pelos lucrativos dedos de Max Martin e Dr. Luke, a canção engloba vários ritmos eletrônicos, com trechos no estilo dub-step e até rave.

Como era de se esperar, o single vazou na internet antes da hora, forçando a gravadora a antecipar o lançamento de “Hold It Against Me”. Após a transmissão no site de Seacrest, a música foi colocada à venda na loja virtual iTunes. Com mais de 400 mil cópias vendidas em uma semana, “Hold It Against Me” estreou ontem diretamente na primeira posição da Billboard Hot 100. Além disso, nos EUA “Hold It Against Me” quebrou os recordes de música mais tocada do dia e mais tocada da semana, de acordo com dados oficiais das empresas de análise Mediabase e Nielsen Soundscan (são estas as empresas que fornecem os dados para a compilação das paradas da Billboard).

Britney Spears é agora a segunda artista na história da Billboard que consegue ter mais de uma música estreando direto na primeira posição na história da Billboard. Os outros singles foram “… Baby One More Time” (1999) e “3” (2009). Antes de Spears, apenas Mariah Carey havia conseguido este feito, com os singles “Fantasy” (1995), “One Sweet Day” (1995) e “Honey” (1997) aparecendo na primeira posição logo na semana de lançamento.

Ouvir: Britney Spears – Hold It Against Me

Capa do single mundial

“‘Porque não dá para resistir/Não dá para resistir/Não consigo ficar parado”. É provável que após ouvir os versos do bridge de “Higher” irá concordar: não tem como  não gostar.

“Higher” é o novo single do britânico Taio Cruz. No Reino Unido, é a segunda música de trabalho de The Rokstarr Collection, ao passo que para o resto do mundo é o quinto single de Rokstarr. Composta por Taio Cruz e Sandy Vee, “Higher” foi enviada às rádios mundiais em nada mais, nada menos do que quatro edições diferentes.

A primeira está contida no disco, onde Taio canta sozinho. Nos EUA, lançou-se uma versão com o rapper Travie McCoy. Para alguns países da Europa, a faixa traz a presença da girl band K3. E para o Reino Unido e os outros países, “Higher” aparece como dueto entre Cruz e a cantora australiana Kylie Minogue (para quem não lembra dela, seu hit mais famoso foi “Can’t Get You Out Of My Head”).

Capa do single americano, com Travie McCoy

A faixa, em todas as suas versões, está com um desempenho moderadamente bom nas paradas. O público europeu foi o que mais acolheu o single, ao passo que nos EUA, Canadá e Austrália, “Higher” aparece entre as 30 melhores. No Brasil, a versão com Kylie Minogue já chegou às rádios e está no momento na 59ª posição.

Se notarem bem, perceberão que a estrutura melódica de “Higher” é bem similar à de “Break Your Heart”, canção que tornou Taio Cruz famoso no mundo e foi o primeiro single de Rokstarr. Provavelmente, isso é mais do que coincidência, já que muitos artistas gostam de reciclar grandes sucessos para gerar novos.

Das quatro versões criadas, disponibilizaremos três. A parceria de Taio Cruz com o trio K3 será lançada ainda neste mês, e por isso não chegou ainda no YouTube. Mas ficaremos de olho para compartilhá-la assim que possível.

Ouvir: Taio Cruz – Higher [featuring Kylie Minogue]

Ouvir: Taio Cruz – Higher [featuring Travie McCoy]

Ouvir: Taio Cruz – Higher [Solo Version]

Até que ponto você iria por alguém que você ama? E se um dia descobrisse que essa pessoa não sente o mesmo por você? Esses são os sentimentos expressos no mais novo single de Bruno Mars, intitulado “Grenade” (em português, “Granada”). A canção foi escolhida para ser a segunda música de trabalho de Doo-Wops & Hooligans, o álbum de estreia do cantor e compositor havaiano.

A idéia para a composição de “Grenade” veio quando Benny Blanco (músico, compositor e amigo de Bruno Mars) tocou para Mars uma música com letra parecida com a de “Grenade”. Essa canção pertencia a uma banda nova que não conseguira contrato com uma gravadora e cujo CD não havia sido lançado. Bruno gostou tanto da letra que entrou em contato com o compositor original e pediu permissão para escrever uma nova música versão para esta letra.

Bruno Mars definiu o significado de “Grenade”:

“Esta é uma tocante música que fala sobre coração partido, e eu acho que todo mundo poderá se identificar com ela. Você está tão apaixonado por uma mulher, e você simplesmente não consegue entender: ‘O que será que estou fazendo de errado? O que é que estou te deixando faltar? Eu levaria um tiro no cérebro por você. Por que você não sente o mesmo tipo de amor por mim?'”

Com a marca de mais de dois milhões de cópias digitais vendidas, “Grenade” escalou rapidinho o topo da Billboard Hot 100 e assumiu  a liderança nas paradas dos EUA, além de pegar o primeiro lugar também no Canadá, na Austrália e na Irlanda. Por enquanto, o single não chegou às rádios brasileiras, já que “Just The Way You Are” (publicado anteriormente em nosso site) ainda está em execução.

Ouvir: Bruno Mars – Grenade

Canções inspiracionais sempre cativam o público. Para quem não conhece o termo, música inspiracional (do inglês inspirational song ou inspirational anthem) é aquela com temática positiva, que sempre fala de dar a volta por cima e superar as dificuldades. Até mesmo um dos capítulos do American Idol de 2010 fez os competidores escolherem apenas este tipo de música.

E pela primeira vez a americana Katy Perry lança como single uma canção neste gênero. A faixa “Firework” (em português, “Fogo de Artifício”) é o terceiro single do álbum Teenage Dream. Perry afirmou em certa ocasião que “Firework” é sua música preferida do projeto, e a classificou como “a mais importante”.

A inspiração para a música veio de uma frase do livro On The Road, de Jack Kerouac. No livro, ele fala sobre “como ele queria estar próximo de pessoas que estavam zumbindo, efevercendo e fazendo as pessoas irem como fogos de artifício no céu”. Katy explicou:

“Acho que é por isso que a escrevi, é porque eu realmente acredito nas pessoas e acredito que elas têm uma faísca que pode ser um fogo de artifício. […] E muitas vezes somos só nós que estamos no caminho para alcançar nossos objetivos, cumprir nossos destinos, sendo a melhor versão do que nós, possivelmente, podemos ser. É por isso que a escrevi”.

“Firework” se tornou um grande hit das rádios mundiais. Nos EUA, já alcançou pela quarta vez o primeiro lugar da Billboard Hot 100.  Em outros países da Europa, Ásia e América, “Firework” está entre as 10 primeiras.  No Brasil, a maior posição que o single atingiu foi a 13ª.

Ouvir: Katy Perry – Firework

Próxima Página »