Neste mês de abril, chegou às rádios o mais novo single de Britney Spears. “Till The World Ends” é a segunda música de trabalho do álbum Femme Fatale, sétimo álbum de Spears que chegou às lojas entre março e abril de 2011.

Assim como o o predecessor “Hold It Against Me”, a nova canção de Spears continua explorando o lado dance-pop, com muitas batidas e vocais extremamente tratados, com direito a muito auto-tuning. Entre os compositores da música estão Max Martin, Dr. Luke e… Ke$ha. Sim, ela mesma! Vale lembrar que antes de investir na carreira de cantora, Ke$ha trabalhava como compositora.

E já que Ke$ha ajudou a escrever a música, vamos deixar que ela explique o conteúdo de “Till The World Ends”:

“Eu imaginei Britney e outras cantoras viajando, fazendo turnê por todo o mundo. Sabe, quando você sai por aí e consegue ter uma incrível e mágica noite, e você simplesmente não quer dormir, e quer que tudo dure até que o mundo acabe”.

Britney também expressou sua opinião sobre a canção:

“Ela é divertida. Gosto dela. Tem bastante energia positiva. Sou uma pessoa de vibe, e eu gosto muito de músicas que fazem você se sentir bem. Como ela me faz sentir bem, é perfeita para mim”.

“Till The World Ends” foi enviada praticamente para as rádios do mundo inteiro. Nos EUA, alcançou a posição 8 da Billboard Hot 100. Sua performance tem sido melhor na Europa, onde aparece no Top 10 de vários países, incluindo o primeiro lugar na Polônia e o segundo na Noruega.

No Brasil, “Till The World Ends” chegou a entrar na Hot 100 Songs & Tracks, mas estava fora na última semana – possivelmente por causa do grande airplay de “Hold It Against Me”. É provável que o single volte às listas nacionais nas semanas à frente.

A natureza antêmica de “Till The World Ends” garante boa popularidade para o single. Por outro lado, não dá para evitar comparar esta canção com os trabalhos compostos e gravados por Ke$ha. Notem a melodia, a letra e os efeitos digitais nos vocais. Depois escutem “Blow”, da Ke$ha (publicado aqui na semana passada), e vejam se não são “gêmeas”.

Anúncios